15 set

Beleza em Ascensão

A escada deixou de ser apenas um elemento de circulação vertical para se tornar um elemento de destaque aliando funcionalidade e beleza. Leves ou densas, fluidas ou sólidas, com desenhos inovadores e diferentes revestimentos, as escadas alcançam status de escultura e cada vez mais estão sendo valorizadas na hora do projeto. A segurança dos usuários é garantida pela escolha de materiais, rigor nas medidas e, sobretudo, precisão na hora de construí-las.

Escada Reta

O estilo mais tradicional e simples de executar. Ela supera o desnível sem que o usuário precise mudar a direção. É indicado para ambientes pequenos que dispõem de uma parede comprida na horizontal, já que apesar de ser pouco volumosa, é bastante alongada. Uma de suas vantagens é o aproveitamento do espaço abaixo dos degraus para colocar um móvel, criar espaço ou até fazer armários planejados, de modo a otimizar melhor o espaço. Pode ser personalizada com revestimento em piso, pedras de mármore, concreto queimado entre outros.

reta_01    reta_02

Escada em “L”

Ela é semelhante às escadas retas, mas com uma mudança na direção de 90° para um dos lados. Para mudar de lance, pode haver um patamar plano ou gradual através de degraus triangulares. Esse modelo é característico por ocupar um espaço de volume pequeno em sua implantação e pode ser uma boa opção para locais menores. É comum ver a escada em “L” encostada na parede, mas isso não é uma regra e o modelo pode ser projetado no meio do ambiente.

L_01    L_02

Escada em “U”

É um modelo que segue uma linha reta, e em outro patamar ela muda de direção. A mudança de direção da escada pode ser no meio do trajeto, ou no início ou fim dos degraus. Esse tipo de escada pode ser projetada no meio da casa para dividir dois ambientes, ou em uma parede. É um dos modelos que mais ocupam espaço na casa. A vantagem é que o espaço sob ela pode ser aproveitado de diversas formas, como com um jardim de inverno por exemplo.

U_01    U_02

Escada Caracol, Helicoidal ou Espiral

Recebe diferentes nomes, porém todas se referem ao modelo que possui um eixo central e os degraus saem desse eixo. A escada caracol é ideal para quem dispõe de um ambiente bem pequeno, já que o modelo necessita de pouco espaço para instalação. Basicamente, este é o único motivo plausível para utilizá-lo já que apresenta algumas desvantagens e pode oferecer riscos já que seus degraus tendem a ser menores próximo do eixo, o que não permite apoiar todo o pé. Além disso, o transporte de móveis e itens grandes é dificultado, principalmente se o buraco na laje for reduzido seguindo o formato da escada.

caracol_01    caracol_02

Escada Circular

Recebe este nome por também ser curvada, mas ao contrário da caracol, esse modelo apresenta curvas suaves. Pode fazer curvas para diferentes lados e de modo mais suave criando um estilo sofisticado ao lar, sendo bastante usado em projetos modernos e imponentes com linhas orgânicas. A escada curva dispensa o eixo central  e acaba ocupando um espaço bem maior, sendo, portanto, indicada para ambientes espaçosos. Vale citar que, ao contrário das escadas em “L” e “U”, o espaço abaixo deste modelo dificilmente permite o uso para armazenamento.

circular_01    circular_02

Nos diferentes formatos de escadas podem ser utilizados vários materiais como concreto, inox, ferro, madeira e vidro tanto em sua estrutura como em seu acabamento, tendo a iluminação como grande aliada no resultado final. Os corrimãos podem ser feitos de vários materiais e formatos acompanhando o modelo de escada escolhido.

Leave a Reply