24 set

Ao desenvolvermos um projeto arquitetônico  as principais considerações que fazemos é quanto a topografia, se há vegetação existente no terreno e claro a orientação solar. Com uma implantação adequada da obra no terreno, tirando proveito do entorno existente quando favorável ajuda em muito para um bom resultado estético e de ventilação, luz natural e também conforto para os proprietários. Um projeto onde há a possibilidade de diálogo entre o ambiente interno e externo permite experimentar uma sensação de liberdade, bem-estar e aconchego.

Ao optarmos por aberturas amplas, vidros, pergolados, varandas, flores, pedras, fontes, decks (e outras diversas opções), conseguimos de certa forma difundir os espaços internos e externos, pois a vegetação com suas diversas tonalidades, cores e cheiros cria um conjunto harmonioso com os materiais rígidos da arquitetura. Desta forma não podemos pensar em um limite entre a edificação com o paisagismo, uma vez em que ambos devem complementar um ao outro de forma a favorecer o resultado final.

07   005

Uma das preocupações que os projetistas devem tomar é em relação a manutenção que os jardins necessitam para manterem a beleza esperada. Assim, estas preocupações já devem ser pensadas na fase de projeto. Fatores importantes devem ser levados em conta como: o tipo de solo, o clima, a iluminação natural, a frequência para regas, entre outras. Lembramos também que cuidar do jardim muitas vezes é também uma forma de terapia para os proprietários.

1851-0004-0315   DSC_9696

Enfim, o projeto de paisagismo abrange sensações múltiplas de luzes e sombras nos ambientes, pois abrange desde plantas ornamentais, hortas, árvores frutíferas, flores de diversas tonalidades, portanto não exageramos ao pensar que se nos dedicarmos ao paisagismo com o mesmo empenho da definição da planta arquitetônica num determinado espaço, com certeza mais bonito o conjunto todo ficará.

DSC_0358   DSC_0349

Residência LS   Resdiência DL- 03

DSC_9696

Leave a Reply